ENTENDA DE CALÇADOS: PERGUNTE AO ESPECIALISTA

Pergunta de Maria Antônia Saldanha do Paraná

Se calçados de couro ecológico são mais baratos, porque devo comprar calçados de couro legítimo?

O chamado couro legítimo é o que se usa historicamente na fabricação de calçados, podendo ser de origem bovina, ovina, caprina, suína, de peixes, répteis, aves, etc.. O que todos têm em comum é que resultam do abate de animais destinados à alimentação humana. Não são usados couros que não tenham certificado de origem, ou que sejam frutos de exploração indevida, como caça. Esses couros podem ser curtidos e acabados com diversos elementos, com visual liso ou texturizado, sendo aplicáveis na fabricação de calçados, roupas, estofamento, etc.

Calçados de couro são mais confortáveis, por serem mais compatíveis e adaptáveis aos pés, por proporcionarem maior conforto térmico, absorverem a umidade dos pés, terem mais resistência estrutural e melhor aparência. Finalmente, calçados de couro legítimo estão inseridos numa cadeia de sustentabilidade, porque aproveitam peles que seriam descartadas e entrariam em processo de degradação no meio ambiente. Usadas nos sapatos evitam que outros materiais sejam mobilizados para servirem de matéria prima na fabricação de sapatos, bolsas e muitíssimo outros acessórios de moda.

O que o mercado chama erroneamente de couro ecológico, na verdade é um material sintético laminado, produzido a partir de derivados do petróleo, usando materiais de fontes não renováveis e de difícil decomposição na natureza. Existe uma lei no Brasil que proíbe o uso do termo couro ecológico para definir laminados sintéticos, em função de ser considerada prática que tem como finalidade confundir os consumidores.

Pergunta de Eugenia Santos Dister de Brasília

Viajei para o exterior e comprei calçados muito bons e quando fui ver o fabricante para repetir a boa compra, descobri que foram feitos no Brasil. Qual é o conceito do calçado brasileiro no exterior?

O sapato brasileiro é muito bem conceituado em nível internacional, assim como os profissionais calçadistas brasileiros que são requisitados no mundo inteiro, para auxiliar na qualificação dos calçados daqueles países.

O Brasil produz calçados há muitos anos e tem uma das cadeias produtivas (cluster) mais organizadas e completas do mundo. Muitas marcas mundiais têm setores de engenharia no país e algumas marcas nacionais são reconhecidas internacionalmente.

Aqui temos estrutura e tecnologia igual ou melhor do que os maiores fabricantes de calçados do mundo, além de muitos conhecimentos que agregam valor aos nossos calçados. Por vezes, os consumidores se perguntam porque calçados aparentemente semelhantes são vendidos por preços diferentes, o que se explica, na maioria das oportunidades, por valores agregados em termos de conforto, durabilidade e estética.

Por que não há padrão de numeração?
Comprei calçados de várias marcas e apesar de calçar 36, já calcei de 35 a 37. Por que não há padrão de numeração?

No Brasil é adotado o mesmo sistema de numeração europeu, com base no ponto francês, reconhecido neste mercado e registrado em norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
Portanto, o correto é afirmar que há padrão de numeração em calçados. Mas, em função de adaptação aos produtos disponibilidades e de acordo com o público a que se destinam, as indústrias vem realizando ajustes nesta numeração. Algumas empresas não adotam esse padrão por mero desconhecimento técnico deste recurso.
A norma ABNT dá uma margem de tolerância de alguns milímetros tanto em relação ao comprimento, como em volume dos calçados, no que as marcas eventualmente se diferenciam. Cabe ressaltar que essa norma ABNT não é compulsória, ou seja, não há obrigação de que os calçados sejam fabricados conforme este padrão. Trata-se de uma convenção para que o mercado tenha parâmetros para construir calçados confortáveis.

O que você acha da produção artesanal? Qual a diferença entre ela e a industrial?
Vejo que alguns calçados são apresentados como artesanais, mas vejo que eles são produzidos em indústrias. Está correto que sejam chamados de artesanais?

A produção artesanal ocorre quando pelo menos 60% do tempo necessário à fabricação seja realizado à mão, sem uso de tecnologia máquina. Na produção de calçados alguns processos como costuras são realizadas com uso de máquinas, porém diversos processos como corte, preparações para costura, preparações em palmilhas e solados, montagem e acabamento podem ser realizados à mão, ou eventualmente algum à máquina. Quando a manufatura corresponde a 60% ou mais do tempo padrão da fabricação, o produto pode ser apresentado como artesanal.

Fale um pouco mais de elementos ou questões que conferem conforto aos calçados

Para entender se um calçado é confortável foi necessário definir parâmetros, porque para saber se há conforto é preciso que se compare o resultado de uso deste sapato, ao que está registrado no grupo de normas do conforto de calçados. Ainda assim estamos sujeitos as condições variáveis, pois os níveis de percepção de conforto podem variar entre as pessoas, visto que as formas e a intensidade de sentir é diferente entre todos os indivíduos.
As normas indicam quanto os calçados devem pesar (massa), qual capacidade de absorção de impacto, a variação de temperatura que os pés podem sofrer durante o uso do calçado, a sensação de conforto pela não presença de contatos demasiados e que eventualmente causem sintomas de dor, as dimensões dos calçados, além da estabilidade e segurança dos pés durante o uso. Estes testes podem ser feitos em laboratório e no Brasil temos competência instalada para essa apuração.
Ainda assim o índice de subjetividade é enorme, podendo trazer variações entre pessoas diferentes para o mesmo calçado, inclusive para algum aprovado como confortável em testes e considerados conforme as normas ABNT pode dar sensação de desconforto aos pés de alguns usuários.
Em outro momento poderemos abordar cada norma, para ajudar a conhecer e entender melhor os parâmetros e como eles podem vir a contribuir na prática com o conforto dos calçados.

Anúncios

4 comentários sobre “ENTENDA DE CALÇADOS: PERGUNTE AO ESPECIALISTA

  1. Olá, a minha pergunta ao especialista é: qual seria um bom método doméstico para lassear calçados? Comprei alguns calçados com vocês recentemente. Adorei todos (!), mas o número 34 sai do meu pé e o 33 fica levemente apertado. Mantive a numeração 33, mas gostaria de lassear.

    • Boa noite Alexandra
      Não há um método caseiro seguro para lassear calçados, pois a variedade de materiais e de construções dos calçados, faz com que a solução eventual para um calçado poderá não se aplicar para outro.
      Existe um aparelho que é vendido em casas de sapateiro em diversas cidades, que imita uma fôrma para calçados, que por sua vez imita o pé, que traz um sistema de abertura no bico, acionado por um parafuso. Coloca-se o aparelho dentro da parte frontal do calçado e aperta-se o parafuso abrindo a parte frontal, onde geralmente é necessário que ocorram esses ajustes.
      Os métodos caseiros são diversos, mas não têm eficácia comprovada, como colocar uma bolsa hermética com água dentro do calçado, após guardar esse conjunto em freezer dentro de outro saco bem fechado, pois a dilatação da água quando passa do estado líquido ao sólido, poderá provocar o lasseamento. Outro é a colocação de papel absorvente sob pressão na região desejada do calçado, ao molhar o papel ele incha e poderá lassear. Mas, ambas poderão manchar o calçado, portanto não recomendadas.
      O melhor a fazer é no caso de calçados ligeiramente grandes, usar palmilhas internas com maior volume. Para o caso de necessidade relativa a calçados menores a complexidade aumenta, visto que há necessidade de que o sapato tenha no mínimo medida equivalente ao comprimento do pé em movimento (medida resultante da medição de maior comprimento do pé, adicionado de 3mm).
      Abraço e à disposição

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s