14 filmes que são uma verdadeira aula de moda e estilo!

Muitas vezes, o figurino é capaz de alçar um longa-metragem ao status de clássico do cinema. A seguir, seguem as tramas que deixaram sua marca na história com looks memoráveis. Confira:

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_1_0

BONEQUINHA DE LUXO – Hubert de Givenchy começou a vestir Audrey Hepburn em Sabrina, mas foi com Bonequinha de Luxo que essa parceria deu o que falar. Os vestidos pretos do estilista, usados pela atriz no longa-metragem, se tornaram clássicos da moda. Os acessórios escolhidos pela figurinista Edith Head, como os maxicolares e os óculos Ray-Ban Wayfarer, também estão presentes nos closets descolados ainda nos dias de hoje.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_7

LA DOLCE VITA – O vestido Pretino, criado pelas irmãs Fontana, foi imortalizado pela atriz Anita Ekberg no filme La Dolce Vita, de Fellini. Em uma das cenas mais antológicas do cinema do século XX, a beldade usa o traje para se banhar na Fontana di Trevi. Em 2014, o modelito foi destaque na exposição Italian Glamour, que trouxe várias peças famosas de estilistas italianos ao Rio de Janeiro.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_6

OS HOMENS PREFEREM AS LOIRAS – Difícil escolher um figurino entre os filmes estrelados por Marilyn Monroe, que desfilou vestidos icônicos em longas como O Pecado Mora Ao Lado e Como Agarrar Um Milionário. Os Homens Preferem As Loiras, porém, reúne uma porção de trajes marcantes usados pela atriz. No musical, ela aparece com looks sensuais, vestido de noiva e o famoso tomara-que-caia rosa em que canta “Diamonds Are Girl’s Best Friend”.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_0

BLOW-UP – DEPOIS DAQUELE BEIJO – Todas as “pirações” fashion dos anos 60, como trajes futuristas e makes dramáticas, se reúnem no estúdio do fotógrafo de moda Thomas (David Hemmings). O bonitão clica nada menos do que as musas Jane Birkin e Veruschka. Já Vanessa Redgrave, que estrela o filme ao lado de Hemmings, também inspira em looks mais comportados.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino

NOIVO NEURÓTICO, NOIVA NERVOSA – O figurino da protagonista Annie Hall, interpretada por Diane Keaton, foi assinado por Ralph Lauren e Ruth Morley. Os dois se inspiraram no estilo da atriz, que inclusive emprestou algumas peças de seu closet para a personagem. Na época, ela abusava de modelitos boyish e alfaiataria.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino

PROCURA-SE SUSAN DESESPERADAMENTE – Nos anos 80, Madonna estava no auge da carreira e já tinha ganhado o status de ícone fashion. Em umas de suas primeiras incursões no mundo do cinema, ela abusou de brilhos, crash de estampas e acessórios exagerados, bem ao estilo da década. Recentemente, a jaqueta que a cantora usou alcançou o valor de R$ 650 mil em um leilão. Já um dos brincos foi leiloado por R$ 88 mil.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_8

AS PATRICINHAS DE BEVERLY HILLS – Cher, a garota riquinha interpretada por Alicia Silverstone, tinha um closet tecnológico e recheado com a maioria das tendências dos anos 90, como vestidos de festa sequinhos, meias 7/8, saias plissadas, tops cropped e muito xadrez. O estilo grunge, mais “largadão”, foi retratado com a personagem Tai (Brittany Murphy).

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_9

PRÊT-À-PORTER – Mesclando o enredo com cenas reais de desfiles de alta costura de Paris, o filme retrata personagens típicos do mundinho fashion, como as editoras geniosas, a estilista com bloqueio criativo, o fotógrafo hypado e as top models. No elenco, divas como Sophia Loren, Kim Basinger, Anouk Aimée, Julia Roberts, Lauren Bacall e Rossy De Palma. Naomi Campbell, Claudia Schiffer , Björk, Cher e Thierry Mugler participaram interpretando eles mesmos.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_3

DELÍRIOS DE CONSUMO DE BECKY BLOOM – Um filme sobre uma compradora compulsiva de itens de moda, com figurino de Patricia Field, só poderia resultar em muitos looks incríveis de grifes cobiçadas. Entre as marcas exibidas pela personagem de Isla Fischer estão Prada, Gucci, Dior, Alexander McQueen, Christian Louboutin, Zac Posen, Salvatore Ferragamo, Balenciaga e Marc Jacobs.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_4

O DIABO VESTE PRADA – A rotina de uma revista de moda com fama mundial foi retratada em O Diabo Veste Prada. Meryl Streep interpretou Miranda, uma editora bem severa ao estilo de Anna Wintour. Já Anne Hathaway viveu Andy, uma repórter sem a menor noção de estilo que transformou a vida e o closet ao tornar-se assistente na publicação. Não faltaram marcas de renome e peças recém-saídas das passarelas internacionais, como acontece em boa parte dos figurinos assinados por Patricia Field.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_10

SEX AND THE CITY 1 E 2 – O figurino de Patricia Field sempre foi o quinto personagem principal de Sex And The City, tanto na série quanto nos dois filmes da franquia. Coerente desde o princípio com o estilo mais conceitual de Carrie (Sarah Jessica Parker), a sensualidade de Samantha (Kim Cattrall), o romantismo de Charlotte (Kristin Davis) e o profissionalismo de Miranda (Cynthia Nixon), a estilista inspirou os looks de toda uma geração. Reafirmou os sapatos de Manolo Blahnik como objetos de desejo e deixou como marca registrada a curadoria de peças de muitas grifes internacionais.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_2

COCO ANTES DE CHANEL – Com a elegante Audrey Tautou no papel principal, o filme revela a vida de Chanel antes da fama, e como ela foi aos poucos libertando as mulheres dos espartilhos ao criar peças práticas e atemporais. O figurino, assinado por Catherine Leterrier, trouxe reproduções fieis dos looks usados pela estilista.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_5

A GRANDE BELEZA – Com críticas à cultura de imagem, alimentada pelas redes sociais, o filme retratou muitos eventos e festas “bombadas” da alta sociedade italiana. E, como a ordem de boa parte dos personagens é aparecer, não faltaram looks modernos e cheios de glamour. O protagonista, Jep (Toni Servillo), um escritor já cansado de tanta ostentação, exibiu vários ternos bem cortados, com um toque de irreverência nas cores.

filmes-fashion-moda-cinema-figurino_11

YVES SAINT LAURENT / SAINT LAURENT – Em 2014, o estilista ganhou dois filmes biográficos. O primeiro (na foto), Yves Saint Laurent, dirigido por Jalil Lespert, e o segundo, Saint Laurent, por Bertrand Bonello. Por tratarem do mesmo personagem, os dois têm o enredo bem parecido: mostram como ele saiu da Christian Dior para montar sua própria grife, o processo criativo, a relação amorosa e profissional com Pierre Berger, o abuso de drogas e sexo. E ambos valem a pena pelas belas cenas de desfiles e peças icônicas do criador.

 

 

Anúncios

“Viajar é mudar a roupa da alma!”

Chara Rial vai até Vancouver, no Canadá, e prepara um roteiro especial   

Montanhas, parques, natureza, vida noturna, gastronomia, praias, esqui, esportes, compras, arte, modernidade. Já pensou encontrar tudo isso em um só lugar?! Pois é, esse lugar existe e ele se chama Vancouver, província da Colúmbia Britânica, considerada uma das melhores cidades do mundo para se viver.

Vancouver possui uma área de 114,67 km², incluindo terrenos planos e montanhosos e uma população total de, aproximadamente, 603 mil habitantes, e 2 milhões e 300 mil incluindo sua região metropolitana. Em todo canto se vê muito oriental (japoneses, coreanos, chineses, filipinos, cambojanos, vietnamitas, entre outros). Não é à toa que Vancouver é considerada uma das cidades mais multiculturais do mundo, com 52% dos habitantes tendo uma língua materna diferente do inglês.

O interessante de Van (maneira carinhosa de chamar Vancouver), é que tem o inverno não tão frio e o verão não tão quente. No inverno a temperatura média é de 7 graus, porém chove muito, tanto é que é preciso estar com uma sombrinha sempre em mãos. No verão a temperatura média é de 22 graus, o suficiente para desfrutar das belíssimas praias e baías naturais.

O comércio internacional é a principal fonte de renda de Van. A cidade possui o maior e mais diversificado porto do Canadá e o mais movimentado da América do Norte em relação ao total de exportações. Van também vive da produção madeireira, da pesca e, claro, do turismo. Por isso, preparamos um roteiro de 5 dias para você aproveitar e se encantar por Vancouver!

PRIMEIRO DIA:

Sugerimos hospedagem pelo centro de Vancouver, em Downtown, Yaletown ou West End (English Bay). Comece o dia andando pelas amplas, limpas e belas ruas de Downtown, entre elas a famosa e cobiçada Robson St. onde se concentram lojas de grifes, shoppings e excelentes restaurantes, até chegar ao Canada Place onde fica o Fly Over Canada. Ao lado fica o Vancouver Convention Centre e o luxuoso Hotel Fairmont Waterfront. Andando mais um pouco, vale a pena subir na torre Vancouver Lookout para ver a cidade do alto.

Próxima parada é o Stanley Park, considerado o principal ponto turístico da cidade e um dos maiores parques da América do Norte! No total, são 400 hectares espalhados em uma combinação harmoniosa de costa, floresta, lagos, paredões de rocha e muito verde! Relaxe e desfruta do ar puro e da natureza.

Dentro do parque, você pode curtir o Prospect Point, o Vancouver Aquarium, o Rose Gardens, o Shakespeare Garden, o Lost Lagoon, o Coast Salish Gateways e os famosos Toten Poles (que representam os povos antigos que habitaram a região na British Columbia). Almoce no Stanley Park Pavilion ou no The Fish House.

Termine o dia admirando a charmosa praia English Bay. Durante o verão, o local é um dos pontos mais frequentados da cidade em que o pôr do sol se dá entre 21h e 22h. Durante o inverno, ela continua linda, porém, com muita chuva e frio. Ainda assim, muitas pessoas fazem caminhadas por lá e praticam esportes.

*Foto: Toten Poles no Stanley Park2.1

SEGUNDO DIA:

Para quem ama uma aventura, vale a pena conhecer a Capilano Suspension Bridge (Ponte Suspensa de Capilano). Foi lá onde Indiana Jones filmou o Templo da Perdição. Ela foi construída pela primeira vez há 125 anos por George Grant Mackay, um escocês que comprou as terras dos dois lados do rio. De lá para cá a ponte e as terras mudaram de donos, foi reconstruída, modernizada e hoje é uma das principais atrações do parque.

Dentro da Capilano Suspension Bridge tem uma outra atração super interessante que é o Cliffwalk. Inaugurada em 2011, passarelas de madeira, aço e vidro ficam presas nas rochas e levam os visitantes mais perto do canyon. Tem uma vista espetacular! Dá até um friozinho na barriga de tão alto que é! De lá também temos uma vista bem legal da ponte suspensa.

Aproveitando que é inverno, tire o dia para esquiar e se divertir na neve nas diversas estações existentes lá. Você pode escolher entre a de Whistler (localizada cerca de 126 km de Vancouver), ou as estações que ficam cerca de 20 minutos da cidade como a Grouse Mountain e Cypress Mountain. Escolha ir até a Grouse Mountain, seja pra esquiar, praticar snowboard ou para patinar no gelo, fazer bonecos de neve e, ainda, ter uma vista maravilhosa de Van City. É de tirar o fôlego!

Se arrume e vá jantar no Milestones Grill & Bar – 1145, Robson Street – V6E 1B5.

*Foto: Grouse Mountainfoto 4 Grouse Mountain (1).2.jpg

TERCEIRO DIA:

Vá direto para a Granville Island, uma pequena ilha onde fica o Public Market. Lá tem um píer com uma linda vista e cheio de iates, jardins bucólicos, lojinhas e vários restaurantes, além de uma inusitada obra de arte da dupla de grafiteiros brasileiros “Os Gêmeos”, denominada THE GIANTS, em que eles pintaram seis silos industriais de 23 metros de altura. Vale a pena prestigiar os artistas brasileiros!

Se quiser aproveitar para conhecer outros lugares, siga para o charmoso bairro GasTown, que lembra muito algumas cidades da Europa, e almoce no famoso The Old Spaghetti Factory. As atrações principais são o relógio a vapor (Steam Lock), o qual, nas devidas proporções, lembra muito o Big Ben (de Londres), e o Triangular Building, um edifício de seis andares construído em 1909, onde funcionava o Hotel Europe que serviu de cenário para o filme “A Troca” (The Changeling), com Angelina Jolie.

Em seguida, não deixe de conhecer o bairro de China Town onde fica o Dr. Sun Yat-Sen Classical Chinese Garden, um jardim muito bonito com uma arquitetura divina e, depois, o Vancouver Police Museum. Siga de volta para Downtown onde você vai enlouquecer com tantas lojas de grife ou, uma outra opção, é tentar assistir a um concerto no Orpheum Theatre e jantar no Zefferelli´s Spaghetti Joint – 1136, Robson Street.

* Foto: grafite dos brasileiros “Os Gêmeos”

5.JPG

QUARTO DIA:

Reserve dois dias do roteiro para conhecer Whistler, belíssima cidade canadense situada cerca de 126 km de Vancouver onde se encontram montanhas majestosas para prática de esqui, snowboarding, além de trilhas para caminhadas, spas, campos de golfe oficiais, rafting, lojas, restaurantes de alta gastronomia, bares e, ainda, um dos melhores parques de mountain bike do mundo!

QUINTO DIA:

Aproveite o dia em Whistler e escolha uma das atrações que você quer fazer e boa aventura!  Dica de lugar para almoçar: PortoBello Restaurante. Dica de lugar para jantar: bar/restaurante Araxi.

Esperamos que vocês tenham gostado das nossas dicas. Boa viagem e até a próxima!

Alice Gabriela Costa.