VAMOS CUIDAR DE QUEM TEM JOANETES

O joanete é um desvio lateral no dedo maior do pé. Na medida em que avança gera desequilíbrio e faz com que o dedão fique rígido e dolorido.

Os joanetes em algumas ocasiões podem ser hereditários, mas uma grande porcentagem de pessoas padece desse mal por má escolha do calçado. Usar sapatos muito justos na parte da frente do pé, com a gáspea – a parte da frente do calçado – muito baixa, pressionando os dedos, usar sapatos de bico fino, sapatos muito estreitos ou com saltos muito altos de maneira prolongada e frequente, fazem com que o dedão do pé aponte para o segundo dedo, o que propicia a formação da característica protuberância óssea que caracteriza o joanete.

joanetes

Mas você não precisa sacrificar totalmente sua elegância, só não abuse. Na medida do possível evite o uso de sapatos de salto, principalmente por períodos prolongados. Este tipo de calçado faz com que toda a pressão e peso do corpo se situe na parte da frente, aumentando as incomodidades e contribuindo com um maior desenvolvimento do joanete.

Saia com dois sapatos. Calce o mais confortável ara as maiores caminhadas e aquele que você gosta de usa, mas lhe maltrata para pequenas caminhadas e períodos curtos.

 

Escolha um calçado de largura especial que deixe seu pé confortável, sem gerar nenhum tipo de pressão ou desconforto na zona do joanete. Use sandálias com separador de dedos.

Use sapatos de couro porque têm mais elasticidade e tendem a se ajustar melhor ao formato de seus pés. O couro permite a transpiração de seus pés, o que lhe oferece maior conforto e evita inflamações.

Use solados flexíveis e de suporte anatômico.

Na Chara Rial você já encontra encontra elegantes rasteiras com separador de dedos e a partir de 15 de março terá a sua disposição diferentes modelos com a parte dianteira mais larga. Estamos trabalhando no desenvolvimento de formas, palmilhas e solados para trazer mais conforto para você.

gostou_Post

Anúncios

Como calçar sapatos fechados sem estragar a pintura das unhas dos pés?

Hoje é dia de “Pergunte ao Especialista”. A pergunta de hoje é da Elvira Matos, do Rio de Janeiro:

Como calçar sapatos fechados sem estragar a pintura das unhas dos pés?

uhas

Cara Elvira, nós realmente não conhecemos nenhum equipamento ou procedimento técnico para lhe informar. Mas, para não deixá-la sem nenhuma resposta, pesquisamos sobre o assunto e descobrimos que tem muita gente interessada no problema e, pelo visto, há mercado para alguma indústria desenvolver um protetor de unhas adequado, caso ainda não exista.

Encontramos apenas uma dica sugerida por várias mulheres. É até engraçada, mas criativa. Proteja apenas o dedão, porque os outros dedos raramente estragam. Envolva-o com filme plástico PVC. Isso mesmo! Aquele usado para embalar alimentos. Você pode ainda passar um óleo secante antes de aplicar o plástico para ajudar a hidratar as cutículas. Se quiser fazer o mesmo com os outros dedos, faça.

Cara Elvira, se vai dar certo não sabemos, mas não custa tentar.

ENTENDA DE CALÇADOS: PERGUNTE AO ESPECIALISTA

Pergunta de Mariele da Silva Brioli, de Brasília.

O que há de diferente nos sapatos de vocês? Eu tinha muitas dificuldades para escolher sapatos porque, nem que fosse um pouquinho, todos me machucavam. Estou com o terceiro sapato de vocês e nenhum dele me incomoda.

Olá Mariele, temos muita preocupação com o conforto de nossos calçados. De tudo que se produz para a mulher, e aí falo de bolsas, roupas e acessórios, etc., fazer sapatos é o que há de mais complicado quando a grife tem como proposta aliar beleza e conforto. É preciso ter uma equipe de designers e modelistas muito experiente e afinada para que o conforto não se submeta à estética.

Imagem: sapato Veruschka da Chara Rial

Imagem: sapato Veruschka da Chara Rial

Na Chara Rial os modelistas são investidos de muita autoridade porque são eles que garantem o conforto, a estética do sapato no pé e a sua durabilidade. Na nossa grife esse é um casamento que dá certo porque os modelistas também têm muita sensibilidade artística e ao ajustarem os modelos criados pelas designers tentam evitar ao máximo uma fuga à proposta.

Mas talvez o que melhor responde a sua pergunta é o nosso quase exagero no teste de calce. Submetemos o sapato a teste com três mulheres de diferentes biotipos executando repetidos movimentos críticos e com um tempo de uso superior ao recomendado. Cara Marielle, esse talvez seja o diferencial de conforto de nossos sapatos, pois nenhum modelo é aprovado caso haja a mínima restrição por parte das experimentadoras.

ENTENDA DE CALÇADOS: PERGUNTE AO ESPECIALISTA

Pergunta de Gabriela Marchezine, do Rio de Janeiro

Por que vocês valorizam tanto a produção artesanal?

Porque na manufatura tudo que for concebido pode ser executado, o que amplia sensivelmente a liberdade de criação.

Sandália Raabe da Chara Rial, feita 100% artesanalmente. Com tramas e tiras.

Sandália Raabe da Chara Rial, feita 100% artesanalmente. Com tramas e tiras.


Uma peça artesanal concebida por designers criativas será sempre mais original do que uma peça industrial. Observe quantos pequenos detalhes tem uma peça de nossa grife e como ela se diferencia de una peça industrial.
Weld. Sandália artesanal da Chara Rial, com tranças de couro legítimo.

Weld. Sandália artesanal da Chara Rial, com tranças de couro legítimo.


Quanto mais manufaturados existirem numa peça, mais artesãos qualificados e caros serão exigidos. Industria é volume, é linha de produção onde quase tudo é feito por máquinas. Por isso a indústria impõe limite aos designers.
O artesanal também agrega um valor muito especial para as mulheres mais sensíveis, qual seja: “esta peça foi feita de forma única, com amor e dedicação, só para mim que a escolhi”.
Por fim, é o processo artesanal que permite a exclusividade. Como fazer apenas 15 ou 30 pares de cada modelo numa linha industrial? Impossível.

Pergunte ao Especialista

Imagem: sandália Raabe, da Chara Rial

Imagem: sandália Raabe, da Chara Rial

Pergunta de Joana Reis de Ribeirão Preto – São Paulo

Tenho acompanhado suas respostas e percebi que tem mais informação em torno de calçados do que poderia imaginar. Tem algum grande avanço vindo por aí na engenharia dos sapatos?

O desenvolvimento de calçados vem evoluindo muito, há bastante tempo e nos mais diversos campos. Existem pesquisas recentes que tratam de materiais de forração com aplicação de nanotecnologia, para o combate de odores e micro-organismos. Estão em desenvolvimento estudos sobre alterações nas medidas de mulheres com mais de 55 anos e sobre a influência do uso de saltos na saúde dos pés.
O importante é informar que estudos e pesquisas sobre sapatos são permanentes e voltadas fundamentalmente para a saúde e conforto dos pés.
Fique certa que estamos atentos para o emprego de novas tecnologias que venham surgir..

Pergunta de Aparecida Santos Dohen de Vitória – Espírito Santo

Como faço para diferenciar sapatos em relação à qualidade, identificando os aspectos mais importantes?

Já falei um pouco sobre essa questão, mas é ótimo que a pergunta sempre retorne porque há muito o que informar.
Qualidade em calçados tem vários aspectos a serem considerados como durabilidade, estética, conforto ou qual seja o critério mais significativo para sua expectativa.
Em função dessa individualidade nas exigências, as indústrias de calçados procuram atender aos mais diversos aspectos, priorizando conforme o retorno que tem de suas clientes e em relação às normas de qualidade disponíveis.
Em relação à durabilidade, por exemplo, os aspectos de qualidade podem ser apurados e medidos através de análise de desgaste de materiais em relação às suas características originais.
O ideal é que todos calçados pudessem satisfazer em termos de durabilidade, conforto e estética, mas esse dois últimos quesitos, não raro, brigam entre si e obrigam a mulher a priorizar.
Na visão de nossa grife, qualidade impõe a harmonização desses três requisitos. Durabilidade é inquestionável e conforto não pode sacrificar a beleza, nem, ao contrário, a beleza pode sacrificar o conforto.