O FUTURO É MULHER

A inteligência reconhecida de Nizan Guanaes produziu mais um brilhante texto onde usa a experiência de convivência com a sua Donata para justificar as virtudes que identifica e exalta nas mulheres. Eis o texto de Nizan:

“Eu fico escrevendo artigos bancando o corajoso, com clareza, firmeza e discernimento, mas, quando desespero e fraquejo, é ela, com sua força feminina, que diz: releia os seus artigos. Ela é a minha coragem.

Sexo frágil é o homem. E o homem demonstra sua fragilidade quando berra, insulta, parte para a violência. Quando não tem a força dos argumentos, apela para o argumento da força. Muito dos problemas mais graves do mundo vem desse excesso de testosterona, essa energia masculina que tudo quer resolver com a força.

Isso me convence de que o futuro é feminino. O mundo tradicional é masculino. O futuro e as empresas líquidas do futuro são femininos. Sou um dos fundadores do Women in the World porque acredito que o desenvolvimento da mulher é o caminho mais rápido para o desenvolvimento do mundo. E a situação da mulher no mundo ainda é de absoluto desrespeito.

A força bruta é masculina. A negociação e a sedução são femininas. A razão é masculina. O sexto sentido, a premonição e a inovação são femininas.

Meu amigo Gilberto Gil, que além de um grande homem é também uma grande mulher, canta isso lindamente quando diz na canção “Super-Homem”: “Um dia, vivi a ilusão de que ser homem bastaria, que o mundo masculino tudo me daria do que eu quisesse ter”. E arremata: “Quem sabe o super-homem venha nos restituir a glória, mudando como um Deus o curso da história, por causa da mulher”.

Minha mulher mudou o curso da minha história. Pegou uma pessoa arrogante, autocentrada e bruta e me alfabetizou na gentileza e na felicidade. Ela me ensinou a saborear cada dia.

rosalux

Vê-la em sua vida profissional me ensinou a liderar, em vez de mandar. Donata me ensinou a fundamental arte de ouvir. As pessoas dizem que ela mudou meu guarda-roupa. Mudou muito mais. Mudou minha vida e minha carreira.

Com ela, também aprendi que não preciso ser escravo de certezas. Que posso ter dúvidas, que não preciso ter medo de ter medo, de errar, de ser frágil, inseguro. É bom poder caminhar pela vida sem ter tantos “é preciso” nas costas e nas veias.

A frase de que por trás de um grande homem há sempre uma grande mulher é em parte verdadeira. Porque ela está do lado. Ou à frente.

Sam Walton, nos primórdios do Walmart, levava os gerentes para jantar em sua casa para serem entrevistados pela mulher. O doutor Olavo Setubal, na hora de escolher a marca do Itaú, hoje a mais valiosa do Brasil, mostrou os estudos da logomarca para dona Tide Setubal, sua mulher, decidir. Roosevelt teve Eleanor. Churchill teve Clementine. FHC teve dona Ruth. O grande homem, em geral, é um casal.

feminismo-0254671

Neste momento difícil no Brasil, em que um ano dramático desponta no horizonte, conto com a força da Donata para ser fraco; com seu colo, para desabar; com sua alegria e sua inteligência, para prosseguir; com seu sexto sentido, para encontrar sentido quando tudo parecer sem sentido.”

Caras leitoras, eu bato palmas para o Nizan. Mais uma vez ele está certo.

COMO EMPODERAR UMA MULHER

Esse é um conhecimento fundamental para sua ação em casa, no trabalho, com os vizinhos ou em qualquer outro lugar. Segundo os Princípios da ONU, você empodera uma mulher quando:

Imagem: reprodução da internet

Imagem: reprodução da internet

1 – Estabelece liderança corporativa de alto nível para a igualdade de gênero. Se você trabalha em cargo de liderança, é seu papel promover, apoiar e fortalecer mais mulheres para cargos de liderança;

2 – Trata todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho – respeita e apoia os direitos humanos e a não discriminação. Paga os mesmos salários, garante que as políticas e práticas do ambiente de trabalho estejam livres de discriminação com base em gênero;

3 – Garante a saúde, segurança e bem estar de todos os trabalhadores, homens e mulheres. Estabelece uma política de tolerância zero a todas as formas de violência no trabalho, incluindo verbal e/ou física, inclusive o assédio sexual;

4 – Promove educação, treinamento e desenvolvimento para as mulheres. Investe em políticas e programas do local de trabalho que abram caminho para a promoção das mulheres em todos os níveis e áreas do negócio, bem como estimula as mulheres a entrar em campos de trabalho que não os tradicionais, Tecnologia da Informação, por exemplo;

5 – Implementa desenvolvimento empresarial, cadeia de fornecimento e práticas de comercialização que deleguem poder às mulheres. Contrata serviços de empresas geridas por mulheres, incluindo pequenas empresas, e mulheres empresárias. Respeita a dignidade das mulheres em todos os materiais de marketing e outros da empresa;

6 – Promove a igualdade através de iniciativas e defesa da causa na sua comunidade. Alavanca influência, sozinha ou em parceria, para defender a igualdade de gênero, a colaboração de novos parceiros, fornecedores e as mais diversas lideranças para promover a inclusão. Promove e reconhece a liderança e contribuições das mulheres em suas comunidades e garante que elas tenham representação suficiente em qualquer consulta;

7 – Mede e publica o progresso para atingir igualdade de gênero. Divulga publicamente as políticas da empresa e plano de implementação para promover a igualdade de gênero. Assim, mais empresas irão aprender e se inspirar nos seus planos e levar o empoderamento feminino para suas organizações.

Praticar o Empoderamento Feminino é papel de todos, homens e mulheres. Olhe ao seu redor, quantas mulheres da sua equipe ou da sua empresa precisam ser empoderadas? Quantas poderiam estar desenvolvendo resultados incríveis para a empresa e para ela mesma se tivesse mais oportunidade? Está nas nossas mãos promover a igualdade de gênero e o potencial que todos podem expressar. Empodere!

EMPODERAMENTO FEMININO

Imagem: reprodução da internet

Imagem: reprodução da internet

Um blog de uma grife feminina, criada e dirigida por uma mulher, não poderia deixar esse tema fora de sua pauta.

A luta pela conquista de espaço pelas mulheres é antiga, mas a expressão é nova. Pouco a pouco aparece na mídia, mas só ganhou força em 2014 no desfile da Chanel – e só poderia ser ela, sempre a provocar e revolucionar

A partir daí, não só a moda, mas também a internet, estão ajudando a propagar essa importante mensagem transmitida em duas palavras poderosas.

O Empoderamento Feminino não é uma causa de uma pessoa, empresa ou organização, porque não tem dono ou dona. É uma bandeira que abriga tudo que podemos fazer para fortalecer mais mulheres e desenvolver a igualdade de gêneros em todos os ambientes onde a mulher é minoria.

Nossa contribuição à causa está na prática dentro de nossa empresa com uma mulher na direção e uma mesa diretora com 50% de mulheres, mesmo percentual que se verifica no quadro geral de colaboradores.

O momento não é mais de Queima de Sutiãs como ocorreu em 1968 durante o Miss América. Essa fase está superada. Hoje já é possível, uma grife feminina como a nossa, falar da mulher real, de menos vaidade e mais “ feliz consigo mesma”, uma mulher com universo ilimitado, com todas as possibilidades de escolhas e decisão.

Há tempos atrás era inimaginável a realidade de hoje. Temos um e-commerce totalmente dirigido para mulheres que nele fazem escolhas, compras e pagamentos. Num passado não muito remoto não existia sequer essa pequena autonomia e os homens até definiam o que suas mulheres deviam vestir.

Mas ainda há muito o que fazer, sem privilégios, apenas com competência e determinação. É preciso agir, conquistar, ter obsessão, porque virtudes nos sobram. A questão se resume hoje a foco. Por isso, semanalmente, teremos um post sobre nossa bandeira para manter viva a consciência de que a luta não pode parar.